A dificuldade financeira do Corinthians não é novidade e tampouco foi escondida do empresário do técnico Renato Gaúcho, Gerson Oldenburg, em reunião nesta terça-feira. Porém, a diretoria alvinegra sinalizou para o agente que está disposta a reforçar o elenco.

Sem ter feito nenhuma contratação ainda neste ano, o Corinthians entende ser possível buscar jogadores no mercado para o segundo semestre, desde que eles se encaixem na realidade financeira do clube.

A ideia é ir atrás de reforços sem custos, por empréstimo ou em condições muito favoráveis.

A partir de agosto, o Corinthians terá um alívio na folha salarial com as saídas do zagueiro Jemerson e do meia Otero. Os contratos deles vão acabar e não serão renovados.

Neste começo de ano, o Timão já conseguiu reduzir em mais de R$ 2 milhões o seu gasto mensal com pagamentos a jogadores graças a saídas de diversos atletas, como Jonathan Cafu, Cazares, Michel Macedo, Everaldo, entre outros.

Apesar da economia, novas saídas estão previstas, já que o Corinthians precisa vender jogadores para fechar as contas no azul. Em seu orçamento para 2021, o clube previu arrecadar R$ 70 milhões com negociações de atletas.

Os jovens do elenco são vistos com maior potencial de retorno financeiro, casos de Mateus Vital, Lucas Piton, Xavier, Raul Gustavo, entre outros.

Até o momento, porém, o Timão recebeu muitas sondagens, mas poucas propostas oficiais. Uma delas foi para o volante Xavier, do Al-Ain, da Arábia Saudita, mas por valor bem abaixo do desejado pelo clube.

A capacidade de Renato Gaúcho de garimpar jogadores é valorizada nos bastidores do Corinthians. Além de lançar jovens atletas, no Grêmio ele foi o responsável resgatar atletas que estavam em baixa, casos de Cícero, Fernandinho, Jael e até Ramiro, hoje no Timão.

Após a primeira reunião com o empresário de Renato, o Timão aguarda uma definição do treinador, que deve decidir o futuro junto de sua família. A diretoria alvinegra espera fechar com o substituto de Vagner Mancini até o início do Brasileirão, no dia 30.